Diretor:

Egydio Coelho da Silva

Diretor de Redação:

Haroldo Rodrigues do Lago

Atualização Mensal
Observatório político-jornais de bairro (agosto/2011)

22/março/2013

Observatório político

Antônio Zorro de Medeiros

Correspondência a esta coluna: politica@ajorb.com.br

__________________________________________________________
 


Ministro Paulo Bernardo discorda

 

do PT sobre regular a imprensa
 

 

O liberal Ministro Paulo Bernardo fala grosso com os petistas.


Constituição veda censura

 

O ministro é liberal e entende que o desejo do PT, externado inclusive em reunião do Diretório Nacional de limitar a liberdade de imprensa, é inconstitucional.
 

E afirma literalmente: “A Constituição veda a censura e, portanto, o marco regulatório não pode ser confundido com controle da imprensa, nem nenhum controle de nada”.
O PT parece irritado com a imprensa principalmente após a condenação pelo STF de próceres petista à cadeia no episódio chamado mensalão. O Diretório Nacional do PT aprovou em Fortaleza no último dia 1º uma resolução, chamada de: “Democratização da mídia é Urgente e Inadiável” e pediu a presidenta Dilma Rousseff a reconsideração de adiar o envio ao Congresso do projeto do marco regulatório.


Veículos regionais

 

Na verdade, o PT argumenta que a imprensa no Brasil tem ainda muito monopólio e acha que uma limitação na propriedade de veículos impressos e eletrônicos em uma só empresa seria mais democrático.

Pode ser que o PT até tenha alguma razão, mas empresas como a Globo, Bandeirantes têm se mostrado relativamente independentes. Os petistas, ao que parece, estão mais preocupados com o que elas divulgam e não com que deixam de publicar.

Acrescente que os veículos regionais hoje são uma força muito grande e mantêm o povo bem informado com diversidade.

Seria mais democrático por parte do PT se defendesse a tese de que os governos federal, estaduais e municipais se esforçassem para fortalecer os veículos regionais, em vez de tirar a liberdade dos grandes.


Haddad = Erundina
 

Nestes primeiros meses de mandato do prefeito Fernando Haddad já se sinaliza que haverá semelhança de seu governo com a ex-prefeita Luiza Erundina.
Ela se preocupou com algumas coisas até importantes, como autódromo de Interlagos e problemas sociais. Porém, se descuidava de colocar ordem na cidade e deu liberdade total a ambulantes, que nem diversas administrações futuras conseguiram resolver, tal a desordem que se instalou em São Paulo.O mesmo está acontecendo com o Haddad que disse que esse problema não existe mais porque “as pessoas estão ganhando mais e não se interessam em ser camelôs”. Não sei a que pessoas ele se refere, mas com certeza só existem na imaginação e não na realidade.Outro descuido administrativo da Erundina foi a despreocupação com a buraqueira nas ruas.

Na época, não havia uma rua sequer que não estivesse cheia de buraco.

Quando era questionada a respeito respondia com ironia: 

“O buraco em São Paulo não é nas ruas, mas é mais embaixo”.
Pelo que já vemos nas ruas, o prefeito Haddad também acha que buracos nas ruas não são importantes e não mostra preocupação com isso. A própria estrutura administrativa montada nas subprefeituras prevê que a tendência é piorar.

Os subprefeitos são obrigados a obedecer ao chefe de gabinete, que tem salário de 17 mil reais e é indicado por vereador da base governista. Dessa forma, tudo leva a crer que somente as ruas dos cabos eleitorais desses vereadores ficarão sem buracos.
O restante da população ficará sabendo que o buraco é mais embaixo.


Vereadora presidente

A vereadora Juliana Cardoso assumiu a presidência do diretório municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) até novembro, quando acontecerá o Processo de Eleições Diretas (PED) do partido. O vereador Antonio Donato, que assumiu a secretaria de Governo do prefeito Fernando Haddad, deixou a Presidência do PT na Capital. Isso porque o estatuto da sigla veta que integrantes do governo permaneçam como dirigentes do partido, sob argumento de que a restrição permite manter a independência em relação à gestão. É a primeira vez nos 33 anos do partido, que a cidade de São Paulo tem uma mulher na presidência.


Cinco novos planos

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano apoiou a iniciativa do vereador José Police Neto para elaborar cinco novos Planos de Bairro em São Paulo: Santana (Zona Norte), Vila Leopoldina (Zona Oeste), Cidade Dutra (Zona Sul), São Rafael (Zona Leste) e Bela Vista (Centro).
Plano Diretor deve ser discutido nos 96 distritos.
O vereador Police Neto defendeu, durante audiência do Ministério Público do Estado de São Paulo, que o novo Plano Diretor Estratégico seja debatido nos 96 distritos da cidade.  O objetivo é ampliar a participação popular na elaboração do novo Plano.

 

Estudantes com deficiência


O vereador Gilson Barreto se mostra entusiasmado com a aprovação
 de Lei que regulamenta os Centros Integrados de Educação de Jovens
e Adultos (CIEJAs), que oferecem ensino fundamental para jovens
 (a partir de 15 anos) e adultos.
Explica que foram anos de luta.
”Com os rumores de que os CIEJAs seriam extintos,
tomamos a iniciativa de garantir o funcionamento dessas escolas,
que inclusive atendem a estudantes
com deficiência”, finaliza o vereador Gilson Barreto.
 

Diálogos imaginários de

 

Zé Periferia com o prefeito Abade

Prefeito Abade:
Amigo Zé Periferia, vou devolver as taxas da inspeção veicular, mas me preocupo com o buraco nas finanças...


Periferia:

Acho que o povo também está preocupando com os milhares de buracos nas ruas...

Texto: Zuel Antônio Costela

 

_____________________________________________________________

++Antônio Zorro de Medeiros é jornalista.
Correspondência a esta coluna: politica@ajorb.com.br
Texto exclusivo para os jornais de bairro de São Paulo, que ficam autorizados a publicar na íntegra ou parcialmente. Outros também, desde que citem a fonte e deem crédito.

*Zé Periferia e o Prefeito - anteriores

Observatório político-fevereiro/2013

Observatório político-janeiro/2013

Observatório político-dezembro/2012

Observatório político-novembro/2012

Observatório político-outubro/2012

Observatório político-setembro/2012

Observatório político-agosto/2012

Observatório político-julho/2012

Observatório político-junho/2012

Observatório político-maio/2012

Observatório político-abril/2012

Observatório político-28/03/2012

Observatório político-05/03/2012

Observatório político-07/02/2012

 

Observatório político, colunas publicadas em 2011

xxxxxxxxxxxxxxx 

 

Se você se sentir prejudicado com qualquer notícia aqui divulgada e quiser se utilizar do direito de resposta, favor enviar email de volta, que a sua opinião será divulgada com o mesmo destaque e enviada para as mesmas pessoas que receberam esta mensagem.

 

Fale com o presidente da Ajorb

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

© Copyright ® 2003-2011 - Jornal dos Bairros - Fone: 3242-0270 - Todos os Direitos Reservados - Cristiano Coelho- Web Master