Jornal dos Bairros - O Paraíso e V. Mariana


O Paraíso - DE 30-09

Paradas em Movimento - No CCSP

 


No ano em que se celebra a reciprocidade cultural entre Brasil e Portugal, o Centro Cultural São Paulo programa e acolhe a curadoria de videoarte portuguesa Transatlântica X Transatlântida, em paralelo com a curadoria de videoarte brasileira Caos e ordem, para a CEC Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura (Portugal).
Se por um lado percebe-se nesta proposta algo em movimento e em mudança, também pressente-se que, se existe uma plataforma para esse movimento, ela é em absoluto instável e indefinida, revelando apenas uma área de sombra incerta.
Nesta mostra, dez propostas de artistas portugueses que se encontram em trânsito, desde uma Europa em plena crise, um vislumbre do caminho, até um mergulho profundo no desconhecido.
Transatlântica X Transatlândida - Videoarte portuguesa - dez propostas em trânsito e em mergulho no desconhecido.
Curadoria: Tiago Almeida - Cocuradoria: Alexandre A. R. Costa - Autores: Ana Serra, André Fonseca, Francisco Laranjeira, Fernando Fadigas, Hugo de Almeida Pinho, Hugo Soares e João Gigante, José Carlos Teixeira, Fictionary Players, Miguel Marques e Pedro Cabral Santo.
Terça a sexta, das 10h às 20h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h - de 19/9 a 21/10 - Até 21 de outubro
Entrada franca - Biblioteca e Pisos Flávio de Carvalho e Caio Graco
Centro Cultural São Paulo - Rua Vergueiro, 1000 - Paraíso - www.centrocultural.sp.gov.br

15-09

Artesanato paulista nos terminais metropolitanos

Em comemoração aos 15 anos do Programa Arte nos Terminais

 


Os usuários do Terminal Metropolitano de Jabaquara vão conhecer a exposição Expressões do Artesanato Paulista. A mostra já passou pelos Terminais Campinas e Cotia.
O evento faz parte do Programa Arte nos Terminais e é uma parceria entre a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos – EMTU/SP e a Superintendência do Trabalho Artesanal nas Comunidades – SUTA-CO, uma autarquia vinculada à Secretaria Relações do Trabalho – SERT.
O intuito é levar a beleza do artesanato aos usuários de transporte público, que em seu dia a dia frenético têm pouco contato com a cultura e a arte.
A exposição destaca em fotos o trabalho de 10 artistas do Estado de São Paulo que utilizam técnicas variadas, como o trançado, moldagem, entrelaçamento, recorte, marcenaria, entalhe e pintura artística.
Os trabalhos foram inspirados em diversos temas ligados à regionalidade brasileira e paulista como esporte, folclore, religiosidade, natureza, entre outros.
As fotografias são de Ronaldo Paixão e Kleber Vicente.
Criada em 1975, a SUTACO tem a missão de preservar, desenvolver e promover o artesanato feito no Estado, oferecendo oportunidades de geração de renda aos artesãos e de desenvolvimento econômico, social e ambiental, além de despertar a consciência para que a produção artesanal tenha qualidade e design diferenciado.
O artesão interessado em se credenciar na SUTACO pode obter mais informações no site www.sutaco.sp.gov.br.
Há 15 anos os Terminais Metropolitanos são palco para diversas manifestações artísticas, como música, teatro, dança e exposições, por meio do programa Arte nos Terminais que teve início no Corredor Metropolitano ABD (São Mateus – Jabaquara) e foi estendido para o Terminal Prefeito Magalhães Teixeira, em Campinas, Terminal Cotia e o recém inaugurado Taboão, em Guarulhos.

Exposição Expressões do Artesanato Paulista

 

Até 19/09 - Terminal Metropolitano Jabaquara
Av. Eng.º Armando de Arruda Pereira (entre a Rua dos Comerciários e a Rua Nelson Fernandes) - Jabaquara
De 20 a 26/09 - Terminal Metropolitano de Santo André - Rua Visconde de Taunay, s/nº - Santo André
Mais informações em www.emtu.sp.gov.br

25-06


Hospital Santa Cruz
 

Recebendo os gestores do Nipo-Brasileiro da Amazônia

 

A Sociedade Brasileira e Japonesa de Beneficência Santa Cruz - leia-se Hospital Santa Cruz, no último dia 15 de junho recebeu em visita os gestores do Hospital Nipo-Brasilei-ro da Amazônia. Os senhores Eduardo Yoshiaki Ishikawa, Nilson Hayashida e Miguel Alves Jr. foram recebidos pelo superintendente geral Carlos Ozawa, pelo diretor clínico dr. Luis Maruta e pelo assessor da presidência dr. Milton Osaki.

 

Localizado em Belém, capital do Pará, o Nipo-Brasileiro pertence à Rede de Relacionamento de Hospitais, encabeçado pelo Santa Cruz e, a exemplo deste, foi inaugurado pelo comunidade nipo-brasileira daquela região do país.

 

Instituto da Visão terá novo prédio

 

 

No último dia 6 aconteceu o lançamento da pedra fundamental do novo prédio do Instituto da Visão, o centro de ensino, pesquisa e atendimento médico-oftalmológico da Universidade Federal de São Paulo. Localizado na Vila Clementino, o Instituto presta serviços diagnósticos e tera-pêuticos em diversas sub-especialidades oftalmológicas pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

Além do atendimento em suas unidades, desenvolve anualmente campanhas comunitárias, como mutirões de catarata, diabetes, degeneração macular e glaucoma. Diariamente passam por suas duas unidades cerca de 650 pacientes. O novo prédio a ser construído terá 15.500 m2 distribuídos em 16 andares, permitindo assim expandir e otimizar suas atividades de ensino, pesquisa e atendimento oftalmológico.

 

O evento teve a presença de diversas personalidades, tais como o Prof. dr. Rubens Belfort Jr., presidente do Instituto da Visão, o reitor da Universidade Federal de São Paulo, prof. dr. Ulysses Fagundes Neto, o dr. Milton Osaki, assessor da presidência do Hospital Santa Cruz e o jornalista Boris Casoy. O assessor da presidência do Hospital Santa Cruz, dr. Milton Osaki, também compareceu.

 

Atendimento para câncer de pele

 

Em parceria com o grupo de Fotofobia e Fotomedicina da USP de Ribeirão Preto, a Unidade de Cosmiatria, Cirurgia e Oncologia (Unicco) traz para a Unifesp a Terapia Fotodinâmica para o tratamento de diversos cânceres de pele em fase inicial. Entre eles: queratose, carcinoma basocelular superficial, carcinoma espinocelular superficial in sito e doença de bowen. A nova técnica vem somar-se a outras opções de atendimento, como cirurgia, aplicações de nitrogênio líquido, remédios para aplicar e a fotodinâmica. “A vantagem da terapia fotodinâmica é que ela age mais rapidamente no combate à lesão; pode-se fazer novas sessões em um curto espaço de tempo, facilitando e diminuindo o tempo do tratamento, e apresenta um resultado estético melhor”, afirma o dermatologista Mauro Enokihara. As sessões de fototerapia também podem ser realizadas ambulatorialmente, sem a necessidade de internação.
Nos Sistema Único de Saúde (SUS) há três lugares no Brasil que disponibilizam esse tratamento: Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (2001), Hospital Asa Norte de Brasília (2006) e, a partir de agora, na Unifesp. “Uma das intenções do grupo é democratizar o acesso ao tratamento”, diz Antônio Cláudio Tedesco, coordenador do Grupo de Pesquisa em Fotobiologia e Fotoquímica da USP-Ribeirão Preto. No novo serviço da Unifesp, os remédios que serão utilizados têm tecnologia 100% nacional. Tanto os clássicos (ALA – Ácido Aminolivolínico) quanto os novos, que incorporam nanotecnologia e têm alcance profundo na pele. Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) registraram 116 mil novos casos de câncer de pele em 2006.
Os pacientes devem passar pela triagem do Departamento de Dermatologia para serem encaminhados ao ambulatório. Os telefones de contato são: 5576-4135 / 5571-2947.
O novo serviço está localizado à rua Estado de Israel, 192, Vila Clementino.

 

“1ª Parada do Orgulho Hétero”

 

A Avenida Paulista mais uma vez foi palco de um evento que pretendia atrair uma multidão. A “1ª Parada do Orgulho Hétero”. No ápice o evento agrupou cerca de 20 manifestantes no vão livre do Masp. Os organizadores não se sentiram desanimados com o número de participantes e prometem angariar mais adeptos para o movimento. Eles ainda pretendem reivindicar o patrocínio oficial da prefeitura para a 2ª Parada, que deverá ser realizada em 2008. Com uma faixa hasteada com os dizeres: “1ª Parada do Orgulho Hétero - muitos são, poucos se orgulham”, os manifestantes permaneceram no vão livre durante algumas horas. A Parada Hétero foi organizada pelo estudante de design e professor de inglês Cristiano Vicente. O “movimento” foi convocado pelo Orkut.

Edição anterior
.